Champagne para crianças?

Em December 11th, 2015
Categorias: Desabafos

Quero deixar claro que este post expressa a minha opinião sobre o assunto. É permitido pensar diferente e se expressar nos comentários, sempre com respeito é claro. Além disso esse negócio de champagne pra criança (que nada mais é do que um refrigerante com uma rolha) é simplesmente mais uma jogada de marketing pra fazer você torrar todo o seu dinheiro comprando coisas desnecessárias. É mais um produto pra atrair nossos filhos na fila do mercado, afinal… quem não quer uma garrafinha super maneira com a cara do batman estampada, até eu quero! São só R$6,00, pouquinho.

 

“Na hora da virada além dos fogos e abraços, o brinde com champagne é indispensável. E nessa hora a criançada acaba ficando um pouco deslocada, ou melhor, ficava! É que a Cereser trouxe para o Brasil uma espécie de champagne sem álcool que já faz muito sucesso na Europa.

O nome exato da bebida é Spunch e ela é desenvolvida especialmente para a criançada brindar e comemorar junto com a família. O produto gaseificado não alcoólico é produzido a partir do suco natural do morango. Outro detalhe bacana fica por conta das embalagens decoradas com os personagens da Disney.” Fonte:vilamulher.com.br

champagne-sem-alcool-para-as-criancas-1-48-335-thumb-570champagne-sem-alcool-para-as-criancas-48-335-thumb-570

 

Parece irresistível não é? Quase me comprou. Mas não seria a mesma historia dos cigarros de chocolate? Parece cigarro, mas não é.

Parece champagne mas é só um suquinho de morango completamente artificial que ainda que fosse vendido sem o rótulo de champagne seria de certo maléfico pro organismo. Cheguei a encontrar uma receita de champagne para crianças mais “natural”, à base de gengibre, limão e água com gás. O problema pra mim tá nessa historinha de “parece mas não é”.

A criança é simples e objetiva, não fica retendo informação desnecessária. Explicar pra ela que aquilo é de brincadeirinha, que é uma champagne de criança, diferente da dos adultos é inútil. Inútil porque aquilo é tão maneiro e empolgante que pra ela naquele momento que na cabeça dela, ela está tomando champagne igual aos adultos e pronto. E na minha opinião isso é sim, ruim porque a criança cresce entendendo que aquilo é normal, que criança pode beber também… e vai além… crianças podem fazer coisas de adulto também. “Mas é só uma vez ao ano, isso é exagero”. Talvez, mas eu prefiro o “não” já que o que não falta são alternativas nessa hora. Um suco de frutas ou até um refrigerante convencional na hora da virada. E se quiser dar a bendita garrafinha dos heróis deixando claro que é um refrigerante, tudo bem também. Como eu disse antes, PARA MIM o ruim da história é o “parece coisa de adulto mas não é”, que pode muito bem ser aplicado a outras áreas da vida da criança, nenhuma de maneira benéfica.

“Mas a graça tá em estourar a champagne, com um suco ou um refrigerante normal não dá.”. Amigos, se adulto já caga com a garrafa de champagne na mão e vira e mexe acerta o olho de alguém, quem dirá uma criança. Crianças não estouram champagne. Crianças não bebem champagne. Crianças causam ajudam a montar a árvore de natal, enchem a pança de pavê (ou é pa “cumê”?), reclamam das uvas passas no arroz e da maçã na maionese e tiram as frutas cristalizadas do panetone. Nossas crianças já estão muito adultas, acho que já deu, né?

 

Ler mais sobre: Desabafos
Por Joana
joana scheer comente
Comente