#meuamigosecreto e o meu papel na vida dele

Em November 28th, 2015
Categorias: Desabafos

#meuamigosecreto

#meuamigosecretoé puro, doce, carinhoso. Pede licença, diz obrigado e pede desculpas quando erra. Não é orgulhoso, é generoso e humilde. Quando vê uma flor na rua colhe e me dá, dizendo que me ama e que sou uma princesa. Ele não é grosseiro comigo, mesmo quando eu, em meio à exaustão sou grosseira com ele. Ele quer estar perto de mim sempre, e me respeita. Meu amigo secreto me ajuda com as tarefas de casa, tem prazer em me ajudar a cuidar do bebê e a cozinhar. Quando me vê chorar pergunta o que estou sentindo e tenta de todas as maneiras me ajudar e me fazer sorrir. Meu amigo secreto canta pra mim e me conta cada detalhe do seu dia. Diz milhares de vezes ao dia o quanto me ama e que não quer me perder nunca. #meuamigosecreto é meu filho de 3 anos.
Que essa pureza se conserve. Esse é meu maior desejo ♡

 

Sei que parte disso (grande parte) depende de mim, e como é difícil. Ser exemplo é difícil. Se alguém me perguntar se eu penso em mim como um bom exemplo pros meus filhos hoje, eu diria que não porque o meu alvo é inatingível, é a perfeição. Um erro no início do dia é o suficiente pra que eu me condene pelo resto do dia. É o suficiente pra pensar que “já lascou tudo” e que meus filhos serão pessoas ruins por minha culpa, porque eu errei. Não é assim que funciona é claro, meus padrões são altos demais pra mim. Tenho misericórdia dos outros enquanto falto com misericórdia pra mim mesma. E eu me sinto mal. Me sinto mal por ter sono, por ficar de mau humor pela privação de sono, por não levantar às 4 da manhã e preparar O café da manhã digno de comerciais de margarina, por não ter A janta quando eles chegam em casa. Me sinto mal por não conseguir manter limpa uma casa com 7 gatos, 2 cães e 3 crianças, por querer sair sozinha pra ir ao cinema ou jantar, por querer ficar sozinha de vez em quando e por ter vontade de dormir a noite toda. Eles têm saúde, são lindos, doces, carinhosos e têm outras milhares de qualidades, o que mais eu posso querer?

Ler mais sobre: Desabafos
Por Joana
joana scheer comente
Comente