Desfralde precoce não é bom! Entenda o motivo.

joana scheer Em May 5th, 2017

Este artigo foi originalmente escrito por Steve J.Hodges em Babble.com, traduzido, adaptado e complementado por mim. As informações técnicas e profissionais permaneceram completamente inalteradas. Você provavelmente já ouviu os argumentos a favor do desfralde precoce. “Eles treinam cedo na Europa!” “Fraldas são ruins para o meio ambiente!” Entre muitos outros. Talvez você até mesmo tenha lido estudos científicos concluindo que crianças que saíram da fralda tarde são mais propensos a acabar tendo “acidentes”. Como um urologista pediátrico que se especializou em problemas com banheiro (sim, isso existe), eu te digo isso: crianças antes dos TRÊS anos não devem controlar seus próprios “hábitos de banheiro” tanto quanto não devem controlar a poupança para suas faculdades. Pré escolas que exigem que crianças de 3 anos sejam desfraldados (como uma na Virginia que suspendeu uma menina de 3 anos por “acidentes demais”) são prejudiciais às crianças. E o treinamento para bebês, promovido no novo livro de Mayim Bialik, Beyond the Sling, é simplesmente louco – a menos que, como Bialik, você monitore sua criança 24/7, alimente sua criança com uma dieta vegana de alta fibra e eduque sua criança em casa. Os bebês precisam experimentar a micção desinibida, ou eliminação, sem a expectativa […]

Leia mais)

Fraldário acessível para todos em São Paulo!

joana scheer Em May 3rd, 2017

Eu cansei de ir em estabelecimentos com meus bebês e ficar com cara de alface na hora de trocar a fralda deles. Cadê o fraldário? Perdi a conta de quantas vezes me virei nos trinta pra trocar a fralda deles. Mika e Gab já desfraldaram, mas o Dani embora ainda use como já é grandinho eu troco de pé mesmo. Mas quando eles eram pequenininhos diversas vezes tive que trocar a fralda deles no meu colo mesmo, de cócoras no chão do banheiro porque não tinha lugar nenhum pra trocar a fraldinha deles. Constrangedor e desconfortável pra dizer o mínimo. Simplesmente não me sentia bem-vinda em lugares sem fraldário. Pensava tipo “será que eles em momento nenhum pensaram que pais com bebês poderia vir comer aqui? Será que não pode bebê aqui?” O pessoal do Guia Fora da Casinha pesquisou por locais que já oferecem fraldário – um componente imprescindível para a acessibilidade das famílias com bebês – nos estabelecimentos de São Paulo. O projeto de lei para que o espaço seja obrigatório e acessível a todos ainda tramita na Câmara Federal. Trata-se da Lei 2216/15, do deputado Marcelo Belinati (PP-PR), que estabelece a exigência de fraldário acessível em edifícios, […]

Leia mais)

Lacinho de bebê com cola! O que você acha sobre isso?

joana scheer Em April 18th, 2017

Uma empresa recentemente criou uma cola a base de mel para colar lacinho na cabeça dos bebês que têm pouco cabelo. Alguns gostaram, outros acharam um absurdo! É claro que isso gerou uma super polêmica -como acontece com praticamente tudo hoje em dia- e é sobre isso que eu falo no vídeo dessa semana. O que você acha? Aprova a ideia ou não? Veja o vídeo no canal e não esqueça de se inscrever, toda semana tem vídeo novo!

Leia mais)

Um tempo só meu

joana scheer Em January 30th, 2016

[…]Pra um ser humano que nasce egocêntrico abrir mão da individualidade não é fácil[…]   Depois de quase 4 anos tive um tempo pra mim, só pra mim. Deixei o Daniel com uma amiga, Mika e Gab ficaram dormindo em casa com a vovó e eu fui ao cinema. Assisti o novo filme da saga Star Wars. O filme me surpreendeu e me prendeu do início ao fim, mas e o tempo sozinha, como foi?   Na verdade foi uma mistura de sentimentos. Fiquei fora durante umas 4 horas. Foi maravilhoso não me preocupar com um bebê chorando no banco de trás do carro sempre que eu precisava esperar o farol abrir, poder estacionar o carro, descer dele e trancá-lo levando apenas alguns segundos e sem ter que mexer no porta malas pra tirar malas e carrinho. Pegar a escada rolante do shopping e não ficar me preocupando em procurar elevador pra subir com o trambolho carrinho de bebê. Poder ir ao banheiro depois do filme e fazer um longo xixi sem precisar me equilibrar com um bebê no colo. E assistir um ótimo filme do início ao fim, quase sem piscar, sem interrupções… simplesmente indescritível. Por outro lado eu […]

Leia mais)

Ameaças vazias e seus efeitos nas crianças

joana scheer Em January 2nd, 2016

O que fazer com as ameaças vazias? Primeiramente quero dizer que não sou pediatra, médica, super nanny ou especialista. Sou mãe e esse texto é baseado no que eu vivo, no que eu faço e no que eu penso sobre a maternidade. Aqui não tem receita infalível. Eu não tenho problemas em sair com os três pra ir ao shopping ou ao mercado, mas basta mais uma pessoa pra que tudo mude e se transforme em um caos. No intuito de chamar a atenção dessa terceira pessoa eles se agitam, brigam, correm quando eu peço pra ficar perto  e eu preciso em um ato de desespero recorrer à ameaças, o que eu detesto fazer. “Se você não obedecer precisaremos ir embora.” “Se brigarem de novo eu vou guardar o brinquedo.” “se bater mais uma vez no irmão vai pro castigo”, e por aí vai. Algumas vezes eu fiquei TÃO fora de mim, com raiva, vergonha, tristeza, decepção, tudo junto num bolo de negatividade dentro de mim que fiz as famosas “ameaças vazias” que sempre colocam tudo a perder. Por que? Bom, se você fala algo pra uma criança e não faz, aos poucos ela vai perdendo a confiança no que […]

Leia mais)

Como ser mãe me fez ter mais compaixão

joana scheer Em December 30th, 2015

Ver o mundo com olhos de mãe faz dele um lugar melhor. Todo ser humano parece ter a síndrome do juiz. Todo mundo se acha no direito de julgar e apontar o dedo pro outro, esquecendo dos próprios erros e defeitos. Eu também já fui assim. Eu já disse em outros posts que eu era daquelas que achava o cúmulo do absurdo uma criança se jogar no chão do mercado por causa de uma barra de chocolates ou parar o shopping por causa de um brinquedo. “Meu filho nunca vai fazer isso”, cansei de dizer. Não preciso nem comentar que paguei a língua, né? Hoje em dia isso não acontece, Mika e Gab passaram dessa fase e hoje eu consigo conversar com eles embora as outras pessoas tenham certa dificuldade em lidar com os pequerruchos. Mas o Dani ainda é pequeno, vai chegar nessa fase então provavelmente ainda vou vivê-la algumas vezes. Hoje eu sinto compaixão quando vejo uma mãezinha envergonhada com seu filho escandaloso. Me sinto assim por já ter passado por isso, por já ter pensado o que pensei e por saber como ela se sente. Basicamente me coloco no lugar dela. E isso acontece em diversas outras […]

Leia mais)

Bebê chegando! Como agir com o filho mais velho?

joana scheer Em December 18th, 2015

Quando eu tive bebê,  o primeiro sentimento não foi amor, mas sim medo! Medo de lidar com um bebê tão pequeno, de não saber cuidar, de ser uma mãe ruim, etc, etc. Quando nasce o segundo outros medos se juntam aos primeiros, que pelo menos pra mim aconteceram em todas as “gravidezes”. Será que eu vou dar conta de dois? Será que o mais velho vai ter ciúmes? Será, será, será!? Com base na minha experiência fiz uma lista de pequenas atitudes que podem ajudar nesse momento difícil. “Quando nasce o segundo filho outros medos se juntam aos primeiros…” 1 – Não cobre ajuda, mas deixe-o ajudar se quiser. Vejo muita criança que perde a infância cuidando dos irmãos e isso me entristece muito. Tenho uma amiga que perdeu o marido assim que a filhinha nasceu e precisou trabalhar e se virar pra sustentar 3 filhos sozinha. Cuidar da mais nova acabou se tornando responsabilidade da filha mais velha, na época uma criança também. Aí é diferente, ela não teve escolha. Mas vejo muitos casos de pais que deixam os mais novos com os mais velhos sempre, e sem necessidade. Aí é complicado. A responsabilidade é dos pais, nunca dos […]

Leia mais)

Visita ao novo bebê. Como agir com o filho mais velho?

joana scheer Em December 18th, 2015

Eu tenho três filhos. Quando o Daniel nasceu tive a ideia de dar aos outros dois um presente supostamente dado pelo Dani. Fiz isso também para evitar ciúmes, mas principalmente para que eles se sentissem especiais também, já que as atenções estavam todas voltadas pro novo bebê. Quando o bebê nasce é aquela festa! Visitas, presentes, todo mundo fala no bebê e muitas vezes o (ou no meu caso, os) mais velho fica “de lado” por uns dias. Quando o segundo filho é pequeno também, não tem capacidade ainda pra entender que ele é amado e que todo esse auê vai passar, e isso pode ferir os sentimentos dessa criança trazendo o sentimento de abandono. Aqui reuni algumas dicas de como agir com o filho mais velho durante a visita ao novo bebê. 1 – Cumprimente o mais velho primeiro. Transmita a ele a sua alegria em vê-lo. 2 –  Entenda se houver birra. O filho mais velho está se sentindo intimidado com a chegada do bebê e muitos têm medo de abandono. Com isso, vai fazer o possível pra chamar a tenção. 3 – Não compare os dois em nada. 4 – Elogie o mais velho. “Olha que lindo […]

Leia mais)

Repelentes naturais – 7 receitas pra fazer em casa

joana scheer Em December 8th, 2015

Sempre foi importante proteger nossos pequenos de qualquer ameaça que possa cercá-los. Com essa onda de microcefalia o cuidado precisa dobrar. Não podemos nos esquecer no entanto que repelentes podem causar alergia e toxicidade se utilizados mais do que 3x ao dia. Pensando nisso reuni algumas receitas de repelentes naturais que podem ser feitos em casa mesmo com muita facilidade.   Repelente caseiro para bebes e crianças. Pode ser utilizado em bebes a partir de 2 meses de vida. 1 embalagem 150 ml do hidratante Proderm 1 colher de óleo essencial de alfazema Modo de preparo Num recipiente de vidro misture muito bem o conteúdo de cada uma destas embalagens e depois guarde-a no frasco do Proderm. Aplique em todas as áreas do corpo expostas ao mosquito, diariamente, de 6 a 8 vezes por dia. O complexo B possui um aroma que afasta os mosquitos, prevenindo suas picadas. Para complementar este tratamento caseiro basta acender uma vela de citronela, que também é um excelente repelente natural em cada cômodo da casa para manter os mosquitos afastados.   Repelente para bebês 2 1 pomada hidratante para bebês (por exemplo: Proderm emulsã hidratante, ou a que o pediatra do seu filho recomendar) 20 […]

Leia mais)

Escolinha ou não, eis a questão!

joana scheer Em December 2nd, 2015

Eu não queria colocar meus filhos na escolinha até eles completarem 3 anos. Eu não queria terceirizar a educação deles, afinal EU sou a mãe e a obrigação é toda minha. Ajuda? Não posso pedir ajuda, eles são MINHA responsabilidade. E aí, a realidade bateu à minha porta. Nasceu o Mikael. Não foi fácil, fiquei cheia de medo porque nunca tinha sequer trocado uma fralda (leia sobre isso aqui) mas fui dando conta, Confesso que sempre que podia deixava-o no colo de amigos pra que eu tivesse ali alguns minutos de “eu comigo mesma”, nem que fosse pra ir ao banheiro ou tomar um copo de água. Nasceu o Gabriel, e na época o Mika tinha acabado de completar um ano. Agora eram dois, ficou muito mais difícil mas eu dava conta. Já me estressava bastante ao final do dia, com dois bebês 100% dependentes e um deles correndo por tudo (Mika andou com 9 meses) mas sem noção nenhuma de perigo. Era um olho no peixe, outro no gato, outro nos afazeres domésticos e teoricamente outro em mim mesma. Me mudei pra São Paulo e aqui nasceu Daniel. Agora temos aqui 1 bebê 100% dependende, e outros dois já […]

Leia mais)

9 Passeios pra fazer com as crianças em São Paulo

joana scheer Em November 26th, 2015

Quando chega o final de semana ou um feriado eu quero fazer algo diferente com os meninos, mas sempre fico na dúvida… nunca sei o que fazer. Reuni aqui uma lista (sim, eu curto listas) de 9 passeios legais pra fazer com as crianças em São Paulo e nas imediações.   Parque da Mônica Ideal para crianças entre 2 e 8 anos as atrações são baseadas no mundo criado por Mauricio de Souza. Todas as atrações aqui Av das Nações Unidas, 22.540   Wet’n Wild Aaaah! Lá até eu viro criança de novo. Pra quem curte água é uma delícia! Fui uma vez e tenho muita vontade de voltar. No caso das crianças, eu ia esperar até eles fazerem cinco anos pra curtirem mais, até ver essa foto da área infantil (abaixo). Até eu ficaria aí o dia todo brincando. Como é um local pra crianças e máster hiper mega super legal pra adultos também eu pelo menos quero levar mais alguém pra me ajudar com as crianças, pra eu poder brincar também, haha. Acesso pela Rodovia dos Bandeirantes, km 72 Itupeva, São Paulo. (11) 4496-8000   Kidzania A KidZania oferece às crianças e seus pais um ambiente seguro, único, realista […]

Leia mais)

7 meses de Daniel e comparação com os irmãos

joana scheer Em November 18th, 2015

Dani fez 7 meses em 27/10. Escrevi um pequeno relato de como estamos indo até aqui e a comparação com seus irmãos. Dani é doce e de personalidade forte. Quando não quer mais comer bate os bracinhos como se quisesse derrubar a colher quando eu vou oferecer, mas não derruba. É mais um aviso mesmo. Mikael sempre comeu de tudo. Sua primeira bolachinha foi aos 5 meses. Gab enrolou pra comer e com 8 meses ainda não queria saber de nada. Dani fala conscientemente a palavra “mamã” quando está com muito sono e choroso querendo mamãe. Às vezes fala “teta” também, mas confesso que não sei se é de propósito hahaha. Balbucia muito, “conversa” o tempo todo. Mika só foi começar a falar com 1 ano, mas só desenrolou mesmo quando entrou na escolinha, com 2. Hoje com 3 anos fala de tudo e bem certinho. Gab fala desde o primeiro ano também, mas melhor do que o Mika. Dani durmia super bem, mas quando fez 4 meses bugou e continua bugado até hoje nessa área acordando muitas, muitas vezes à noite. Mika dorme a noite toda desde os 3 meses e adormece sozinho desde os 5. Gab só dormiu […]

Leia mais)

Minhas experiências (boas e ruins) com amamentação

joana scheer Em November 9th, 2015

Eu sempre quis ter filhos mas nunca tinha parado pra pensar sobre amamentação até realmente ter um bebê na barriga que ia precisar mamar. Achava que era algo automático, meio instintivo sabe? Pariu, o leite desce e pronto, simples assim. Ninguém nunca me disse que o leite tanto pode descer meses antes de o bebe nascer quanto até 3 dias depois do nascimento dele, ou nem descer. Ninguém me disse que mesmo que você esteja fazendo tudo certo, amamentar dói pra burro nas primeiras semanas. Nunca tinha ouvido falar de leite empedrado ou mastite. Quando o Mikael nasceu me instruíram a amamenta-lo pontualmente a cada 2 ou 3 horas, nunca mais do que isso nos primeiros meses, e se ele dormisse muito eu teria que acordá-lo, e deixa-lo 20 minutos em cada seio! E eu fiz isso, segui quase todas as recomendações (nunca interrompi o sono do meu filho). Nas primeiras duas semanas meu seio sangrava, e muito… e doía. Cheguei a ligar pro médico e a única recomendação que recebi foi pra continuar, que não tinha problema ele ingerir meu sangue junto. Que romântico, um pequeno vampirinho.  Logo o sangue parou de descer e o seio acostumou. Amamentar não […]

Leia mais)

O 1º filho é de vidro, o 2º de borracha e o 3º de ferro

joana scheer Em November 7th, 2015

ORDEM DE NASCIMENTO DOS FILHOS O 1º filho é de vidro O 2º é de borracha O 3º é de ferro Planejamento O 1º filho é (em geral) desejado O 2º é planejado O 3º é escorregado O TRATAMENTO (PELA ORDEM DE NASCIMENTO DAS CRIANÇAS) 1º- Irmão mais velho têm um álbum de fotografia completo, um relato minucioso do dia que vieram ao mundo, fios de cabelo e dentes de leite guardados. 2º – O segundo mal consegue achar fotos do primeiro aniversário. 3º- Os terceiros, não fazem idéia das circunstâncias em que chegaram à família

Leia mais)

8 brincadeiras criativas para festas infantis

joana scheer Em October 26th, 2015

Dança das cadeiras, rabo no burro, corrida de colheres, etc. Essas são algumas das brincadeiras mais “batidas” que sobrevivem até hoje nas festas infantis. Além destas existem outras, algumas inovadoras e outras mais tradicionais mesmo. Separei 8 (oito) brincadeiras bem criativas pra marcar qualquer festa infantil como o evento do ano.   PEGA RABO Duas equipes prendem pedaços de pano em suas calças e correm umas atrás das outras pegando os pedaços de pano da equipe adversária. A equipe que pegar o maior número de “rabos” vence.

Leia mais)

Dicas da mamãe Joana #2 – Picolé de leite materno seguro (picoleite)

joana scheer Em October 14th, 2015

Já pensou num jeito gostoso, saudável e seguro de refrescar seu bebê no calor? O picoleite é o picolé de leite materno feito de uma maneira segura e super fácil. Aprenda aqui.  

Leia mais)

Segredos da maternidade

joana scheer Em October 8th, 2015

A gente vê pela internet imagens de crianças e mamães sorrindo, felizes e contentes. Assistimos na televisão comerciais aonde uma mãe linda, maquiada e super disposta preparar um café da manhã com tudo o que tem direito antes dos filhos irem pra escola. Bebês e mamães brincando durante a troca de fraldas, uma festa do algodão doce. Só que na vida real não é bem assim… Reuni aqui uma lista do que as mães guardam pra elas sobre a árdua e deliciosa maternidade.   A dor da peridural não é tudo isso. Dizem que dói muito, mas não é bem uma dor. O que incomoda mesmo é uma fisgada e o fato de ter alguém com uma agulha na sua coluna. Amamentar dói. Depois acostuma, mas no início pode até sangrar, e dói mesmo. O leite pode levar até 3 dias pra começar a descer, não se desespere. Quando tive o primeiro filho fiquei desesperada porque achei que não teria leite. Ele nasceu, sugava e nada. Quando o parto é normal/natural normalmente desce mais rápido porque a passagem do bebê pelo canal vaginal “avisa” o cérebro de que é hora de produzir leite. Após uma cesariana o leite pode levar […]

Leia mais)

Como fazer um chá de bebê revelação!

joana scheer Em October 5th, 2015

Eu soube da existência do chá de bebê revelação não faz nem muito tempo, mas me encantei tanto com a ideia que resolvi fazer um post só sobre isso. O que é? O chá de bebê revelação é um chá de bebê aonde apenas uma pessoa de confiança dos pais fica sabendo o sexo do bebê. Os pais e todos os familiares ficam sabendo apenas no final da festa com uma grande surpresa! Mas e os presentes? Aaah, foi-se o tempo onde rosa era “coisa de menina” e azul “coisa de menino” vai. Existem tantas outras cores que podem lindamente representar ambos os sexos como amarelo, creme, marronzinho claro ou a mais bela de todas as cores na minha opinião, verde água.   Como funciona? Uma amiga da mamãe vai com ela no ultrassom que revelará o sexo do bebê e só ela fica sabendo. Nessa etapa é importante o médico ser avisado ANTES pra não estragar a surpresa sem querer. A mamãe pode então organizar o chá de bebê com diversas opções de decoração. Você pode ver algumas aqui, mas o bolo ou a brincadeira que revelará o sexo do bebê fica por conta dessa amiga ou familiar de confiança.   No […]

Leia mais)

Criança dando trabalho? Bota pra “trabalhar”

joana scheer Em September 30th, 2015

Aqui em casa pelo menos não existe melhor maneira de fazer meus filhos se comportarem do que colocá-los pra “trabalhar”. Colocá-los sentados pra pintar, desenhar, recortar é válido durante uns 10 minutos. Depois disso é briga, gritos ou o foco é perdido. É nessas horas que a tinta vai parar na parede, que a farinha escondida no armário vai parar em cada  mm³ da sua casa e por aí vai. Agora se eu preciso cozinhar, assar um bolo, estender roupas, colocar roupas na máquina, varrer a sala, etc… é só eu pedir ajuda que os dois vêm com todo o gosto e fazem tudo o que eu peço. Depois fica aquela sensação maravilhosa de realmente ter ajudado a mamãe. Quem é que não gosta de se sentir útil? Pois é, as crianças também. Depois de perceber que isso funciona tão bem nunca mais parei de usar. Quando eles me ajudam as tarefas demoram mais, mas nosso vínculo se fortalece, eles aprendem a ter responsabilidades (dadas de acordo com a idade, é claro) e se comportam muito, mas muito melhor porque se sentem bem com eles mesmos, se sentem “maduros”. Hoje lendo na internet descobri que tudo isso tem um nome que […]

Leia mais)

Picolé de leite materno e outras maneiras de refrescar o bebê

joana scheer Em September 25th, 2015

O calor não é fácil pra ninguém, principalmente para os bebês que naturalmente têm a temperatura corpórea mais alta do que a nossa e desidratam mais depressa. Pensando nisso e vendo meu Daniel, de 6 meses sofrendo com o calor fui procurar métodos de refrescar o bebê no calor. Hoje eu falo sobre algumas coisas que encontrei.   Picolé de leite materno. Isso mesmo, do seio pro congelador. O resultado é fantástico e aparentemente perfeito porque é um picolé super refrescante feito do melhor líquido do universo para um bebê. Mas será que é realmente tão bom assim? Encontrei diversos blogs de mamães recomendando o picolé de leite materno e eu já estava empolgadíssima pra fazer, mas indo um pouco mais fundo fui atrás de opiniões de especialistas. Os pediatras no geral não recomendam dar o picolé de leite materno não pela baixa temperatura ou por alteração na matéria prima mas pelo modo como é armazenado e pelo perigo de contaminação colocando a saúde e a vida do bebê em risco. O leite materno deve ser guardado em potes de vidro esterilizados por até 15 dias no freezer e o que sobrar após o consumo deve ser descartado imediatamente. Mas alguém […]

Leia mais)

Carta de uma mamãe de recém nascido ao seu marido

joana scheer Em September 22nd, 2015

 A gestação traz alegria, muita alegria. Mas com essa alegria vem o medo. Medo de ser uma mãe ruim, medo de desapontar o marido, medo de não corresponder às expectativas (da família, amigos, marido e as dela mesma). Eu sentia tanta coisa, chorava do nada, parecia uma louca mas dificilmente dizia o que sentia pro meu marido. Eu mesma não entendia direito o que eu estava sentindo naquele momento e foi difícil pra mim lidar com tudo, principalmente comigo mesma. Se meu marido tivesse entendido como eu estava me sentindo naquele momento tão delicado provavelmente teria me ajudado mais e teríamos discutido menos. Escrevi uma cartinha com tudo o que eu gostaria de ter dito ao meu marido quando meus filhos nasceram. Acredito que muitas mamães vão se identificar.   Amor… quando eu chegar da maternidade estarei com medo, mesmo que já tenha sido mãe antes. Por favor compreenda e me acalme quando eu pirar. Diga que vai dar tudo certo mesmo que você também esteja com medo. Prometo te fortalecer quando você estiver inseguro mas por favor me ajude agora. Eu vou chorar mesmo que eu esteja feliz. Meus hormônios estão bagunçados dentro de mim e tudo o que você pode fazer neste […]

Leia mais)

Sobre como é ter três bebês pequenos ao mesmo tempo

joana scheer Em September 16th, 2015

  Muita gente me pergunta como eu consigo lidar com três filhos pequenos ao mesmo tempo principalmente quando se trata de um na fase de ansiedade de separação, um “terrible two” e um “threenager” juntos! Vou falar um pouco sobre isso hoje. Não sei o que as pessoas imaginam, mas pela intensidade dos comentários que ouço penso que a maioria imagina uma guerra dentro de casa, o caos instalado. E é mais ou menos isso mesmo, mas é assim na maioria das casas com pelo menos um filho, então a diferença não é muita. Minha casa nunca está arrumada. Tem sempre algum brinquedo em todos os lugares da casa, principalmente atrás e debaixo dos sofás e poltronas. É difícil sair com todos ao mesmo tempo quando meu marido não está. É possível, mas difícil e todo um planejamento é necessário antes de sair, de preferência no dia anterior. O Gabriel que tem 2 anos está na fase de teimosia sem argumentos, então quando dá na telha faz birra e se joga no chão, o que pra mim na verdade não é um grande problema mas com um bebê de 6 meses no colo dificulta um pouco a vida. Com o de […]

Leia mais)

Relato dos meus partos e a violência obstétrica que sofri

joana scheer Em September 7th, 2015

  Como toda mãe eu tinha um sonho de como seria a gestação, o chá de bebê e o parto. Mas nem tudo é como a gente sonha. Hoje vou relatar cada um dos meus partos, e a violência obstétrica que sofri em dois deles. Aqui no blog tem um post sobre a violência obstétrica, leia aqui.   Mikael Hoje o Mika tem 3 aninhos. Fiquei saltitante quando descobri a gravidez, mas o papai deles ficou morrendo de medo. Nos mudamos pra outra cidade, mais próxima do hospital porque aonde morávamos na época era bem isolado. Sonhava com o par to natural, não queria nem anestesia. A gravidez correu perfeitamente e eu não senti nada, cansaço, sono, nada disso. Cheguei a pular um muro com 8 meses e meio de gravidez porque tinha perdido a chave de casa. Enfim, não éramos casados. No dia 03.03.12 nos casamos e no dia 04.03 quando acordei havia um liquido na cama. Não sabia se a bolsa tinha estourado ou não então corremos pro hospital pra saber. Se não tivesse estourado eu voltaria pra casa e esperaria. Chegamos lá e fomos bem atendidos. Um enfermeiro fez o toque e saiu. Depois de uma meia hora voltou […]

Leia mais)