Sobre o vídeo do menino quebrando tudo na escola

joana scheer Em October 30th, 2015

Vi recentemente um video de um menino de 7 anos quebrando tudo na escola. Enquanto ele jogava papéis, cadeiras e caixas no chão os funcionários filmavam indignados cogitando chamar a policia. O vídeo tem mais de 4 milhoes de visualizações e mais de 100.000 compartilhamentos e apareceu na minha timeline do facebook umas 10 vezes pelo menos em um só dia. E em todos, comentários do tipo “isso é um pequeno marginal”, “meu filho jamais faria isso”, “isso é culpa dos pais que não educam”, todo mundo tinha algo a dizer do menino, ou de seus pais. Os autores do vídeo escreveram uma pergunta… “o que fazer? Indiciar os pais?”. Eu raramente falo algo de peso em redes sociais porque sinceramente tenho preguiça de discutir, mas essa pergunta eu vou ter que responder.

Leia mais)

Relato dos meus partos e a violência obstétrica que sofri

joana scheer Em September 7th, 2015

  Como toda mãe eu tinha um sonho de como seria a gestação, o chá de bebê e o parto. Mas nem tudo é como a gente sonha. Hoje vou relatar cada um dos meus partos, e a violência obstétrica que sofri em dois deles. Aqui no blog tem um post sobre a violência obstétrica, leia aqui.   Mikael Hoje o Mika tem 3 aninhos. Fiquei saltitante quando descobri a gravidez, mas o papai deles ficou morrendo de medo. Nos mudamos pra outra cidade, mais próxima do hospital porque aonde morávamos na época era bem isolado. Sonhava com o par to natural, não queria nem anestesia. A gravidez correu perfeitamente e eu não senti nada, cansaço, sono, nada disso. Cheguei a pular um muro com 8 meses e meio de gravidez porque tinha perdido a chave de casa. Enfim, não éramos casados. No dia 03.03.12 nos casamos e no dia 04.03 quando acordei havia um liquido na cama. Não sabia se a bolsa tinha estourado ou não então corremos pro hospital pra saber. Se não tivesse estourado eu voltaria pra casa e esperaria. Chegamos lá e fomos bem atendidos. Um enfermeiro fez o toque e saiu. Depois de uma meia hora voltou […]

Leia mais)

Violência obstétrica: O que é e como denunciar

joana scheer Em September 7th, 2015

Uma em cada 4 mulheres sofre violência obstétrica no Brasil e muitas delas nem sabem do que se trata. Era o meu caso… você pode ler o relato dos meus três partos aqui. No meu caso ocorreu só na hora do parto, mas a violencia obstétrica vai muito além da sala de parto. Hoje vou falar um pouco sobre cada um dos tipos e como denunciar. Violência obstétrica durante a gestação Toda mulher tem direito não só a um pré natal, mas um pré natal de QUALIDADE visando a saúde e bem estar da mãe e do bebê em todo o período de gestação. É considerada violência obstétrica: negar ou dificultar atendimento à mulher aonde ela realiza o pré natal. qualquer, QUALQUER comentário negativo e constrangedor em relação à mulher, seja pela cor, raça, condição socioeconômica, número de filhos, etc…   ofender de qualquer maneira a mulher ou sua família agendar cesárea SEM RECOMENDAÇÃO ou evidencias de real necessidade atendendo aos interesses ou conveniencia do médico   Violência obstétrica no parto Pouca gente sabe mas no Brasil toda mulher tem direito a um acompanhante na sala de parto, pré e pós parto também, além de ter o direito de ser tratada como […]

Leia mais)

O que fazer em caso de abuso infantil?

joana scheer Em September 4th, 2015

  A primeira dica é ter certeza do que está falando ou pelo menos algum embasamento. Ontem aconteceu uma situação muito chata pra mim como mãe, e essa situação me inspirou a escrever o post de hoje então vizinha mal amada, obrigada. O Daniel está com 6 meses, não dorme a noite toda  e tem tido dificuldade de embalar no sono. Tem ido dormir lá pra 1 da manhã, às vezes 2h. Só que antes de dormir ele dá AQUELE show, chora muito, fica incomodado porque está com sono mas não consegue dormir. E esse baile todo começa lá pelas 19h quando eu deixo ele com a minha mãe pra arrumar os outros dois pra dormir. Ele fica sonolemto, mau humorado e chora, reclama, resmunga por QUALQUER coisa. Enfim… minha mãe já tinha ido dormir e eu estava tentando fazê-lo dormir (porque TODO MUNDO que tem um filho sabe que uma criança briga até o fim contra o sono e chora durante todo esse processo). De repente toca o interfone.

Leia mais)