Um tempo só meu

joana scheer Em January 30th, 2016

[…]Pra um ser humano que nasce egocêntrico abrir mão da individualidade não é fácil[…]   Depois de quase 4 anos tive um tempo pra mim, só pra mim. Deixei o Daniel com uma amiga, Mika e Gab ficaram dormindo em casa com a vovó e eu fui ao cinema. Assisti o novo filme da saga Star Wars. O filme me surpreendeu e me prendeu do início ao fim, mas e o tempo sozinha, como foi?   Na verdade foi uma mistura de sentimentos. Fiquei fora durante umas 4 horas. Foi maravilhoso não me preocupar com um bebê chorando no banco de trás do carro sempre que eu precisava esperar o farol abrir, poder estacionar o carro, descer dele e trancá-lo levando apenas alguns segundos e sem ter que mexer no porta malas pra tirar malas e carrinho. Pegar a escada rolante do shopping e não ficar me preocupando em procurar elevador pra subir com o trambolho carrinho de bebê. Poder ir ao banheiro depois do filme e fazer um longo xixi sem precisar me equilibrar com um bebê no colo. E assistir um ótimo filme do início ao fim, quase sem piscar, sem interrupções… simplesmente indescritível. Por outro lado eu […]

Leia mais)

Como ser mãe me fez ter mais compaixão

joana scheer Em December 30th, 2015

Ver o mundo com olhos de mãe faz dele um lugar melhor. Todo ser humano parece ter a síndrome do juiz. Todo mundo se acha no direito de julgar e apontar o dedo pro outro, esquecendo dos próprios erros e defeitos. Eu também já fui assim. Eu já disse em outros posts que eu era daquelas que achava o cúmulo do absurdo uma criança se jogar no chão do mercado por causa de uma barra de chocolates ou parar o shopping por causa de um brinquedo. “Meu filho nunca vai fazer isso”, cansei de dizer. Não preciso nem comentar que paguei a língua, né? Hoje em dia isso não acontece, Mika e Gab passaram dessa fase e hoje eu consigo conversar com eles embora as outras pessoas tenham certa dificuldade em lidar com os pequerruchos. Mas o Dani ainda é pequeno, vai chegar nessa fase então provavelmente ainda vou vivê-la algumas vezes. Hoje eu sinto compaixão quando vejo uma mãezinha envergonhada com seu filho escandaloso. Me sinto assim por já ter passado por isso, por já ter pensado o que pensei e por saber como ela se sente. Basicamente me coloco no lugar dela. E isso acontece em diversas outras […]

Leia mais)

Desabafo – Como é ser mãe

joana scheer Em December 26th, 2015

A gente ama os filhos mas tem dias em que estamos mais apaixonadas do que o normal. Hoje é um dia desses pra mim e eu não poderia deixar de registrá-lo com um desabafo. Uma vez ouvi a expressão: “as mães são a expressão do amor de Deus na terra”. Acho que nunca ouvi nada que definisse melhor o que eu sinto pelos meus filhos. Uma profunda decepção quando se comportam mal, mas o amor permanece. Um riso e sentimento de orgulho com as mais simples conquistas como uma nova música aprendida, quando aprendem a bater palminhas ou quando nasce um dente novo. Os primeiros passos, o primeiro pulinho, a primeira palavra, o primeiro cocô na privada, a primeira papinha. É um amor que transborda, que transcende tudo o que existe em matéria de sentimento. A motivação pra ser alguém melhor a cada dia ou pelo menos buscar por isso. Se você não liga pra sua saúde, vai começar a ligar e instintivamente se cuidar melhor pra que esteja lá quando seus pequenos precisarem. Se não tem medo de morrer vai começar a ter. Se não é apegado a ninguém, agora vai ser. Se não acredita em Deus vai ser […]

Leia mais)

Escolinha ou não, eis a questão!

joana scheer Em December 2nd, 2015

Eu não queria colocar meus filhos na escolinha até eles completarem 3 anos. Eu não queria terceirizar a educação deles, afinal EU sou a mãe e a obrigação é toda minha. Ajuda? Não posso pedir ajuda, eles são MINHA responsabilidade. E aí, a realidade bateu à minha porta. Nasceu o Mikael. Não foi fácil, fiquei cheia de medo porque nunca tinha sequer trocado uma fralda (leia sobre isso aqui) mas fui dando conta, Confesso que sempre que podia deixava-o no colo de amigos pra que eu tivesse ali alguns minutos de “eu comigo mesma”, nem que fosse pra ir ao banheiro ou tomar um copo de água. Nasceu o Gabriel, e na época o Mika tinha acabado de completar um ano. Agora eram dois, ficou muito mais difícil mas eu dava conta. Já me estressava bastante ao final do dia, com dois bebês 100% dependentes e um deles correndo por tudo (Mika andou com 9 meses) mas sem noção nenhuma de perigo. Era um olho no peixe, outro no gato, outro nos afazeres domésticos e teoricamente outro em mim mesma. Me mudei pra São Paulo e aqui nasceu Daniel. Agora temos aqui 1 bebê 100% dependende, e outros dois já […]

Leia mais)

#meuamigosecreto e o meu papel na vida dele

joana scheer Em November 28th, 2015

#meuamigosecreto é puro, doce, carinhoso. Pede licença, diz obrigado e pede desculpas quando erra. Não é orgulhoso, é generoso e humilde. Quando vê uma flor na rua colhe e me dá, dizendo que me ama e que sou uma princesa. Ele não é grosseiro comigo, mesmo quando eu, em meio à exaustão sou grosseira com ele. Ele quer estar perto de mim sempre, e me respeita. Meu amigo secreto me ajuda com as tarefas de casa, tem prazer em me ajudar a cuidar do bebê e a cozinhar. Quando me vê chorar pergunta o que estou sentindo e tenta de todas as maneiras me ajudar e me fazer sorrir. Meu amigo secreto canta pra mim e me conta cada detalhe do seu dia. Diz milhares de vezes ao dia o quanto me ama e que não quer me perder nunca. #meuamigosecreto é meu filho de 3 anos. Que essa pureza se conserve. Esse é meu maior desejo ♡   Sei que parte disso (grande parte) depende de mim, e como é difícil. Ser exemplo é difícil. Se alguém me perguntar se eu penso em mim como um bom exemplo pros meus filhos hoje, eu diria que não porque o meu […]

Leia mais)

Eu não nasci pra mim

joana scheer Em November 18th, 2015

Quando eu era mais nova pulava muro, subia em árvore, não tinha medo de altura. Eu sou mais uma “tentante”. Nunca fui super mega máxi hiper boa em alguma coisa, mas tentava um pouco de tudo. Depois que tive o primeiro filho não consegui mais me jogar de cabeça (literalmente ou não). Amarelei. Tenho medo de altura, não desço ladeiras íngremes de skate (sim, tenho quase, QUASE trinta anos mas tenho um longboard e gosto de brincar com ele) e perdi a vontade de pular de paraquedas. Não consigo ficar um dia sequer sem pensar que preciso ficar bem. Se eu quebrar uma perna quem é que vai ficar com eles? E se algo acontecer comigo? Não permito que esses pensamentos me dominem por completo mas confesso que hoje cuido melhor de mim, por eles. Procuro me alimentar melhor pra que eu produza mais leite pro Daniel e tenha força pra cuidar bem deles. Quero (ainda não consegui) guardar mensalmente uma graninha, pra eles. Levanto nos dias difíceis que têm sido muitos porque preciso cuidar deles. Eles são motivações pra mim, e eu digo tudo isso não em um tom de pesar mas num tom de prazer e satisfação. Sou feliz assim, servindo […]

Leia mais)

Dicas da mamãe Joana #2 – Picolé de leite materno seguro (picoleite)

joana scheer Em October 14th, 2015

Já pensou num jeito gostoso, saudável e seguro de refrescar seu bebê no calor? O picoleite é o picolé de leite materno feito de uma maneira segura e super fácil. Aprenda aqui.  

Leia mais)

Carta de uma mamãe de recém nascido ao seu marido

joana scheer Em September 22nd, 2015

 A gestação traz alegria, muita alegria. Mas com essa alegria vem o medo. Medo de ser uma mãe ruim, medo de desapontar o marido, medo de não corresponder às expectativas (da família, amigos, marido e as dela mesma). Eu sentia tanta coisa, chorava do nada, parecia uma louca mas dificilmente dizia o que sentia pro meu marido. Eu mesma não entendia direito o que eu estava sentindo naquele momento e foi difícil pra mim lidar com tudo, principalmente comigo mesma. Se meu marido tivesse entendido como eu estava me sentindo naquele momento tão delicado provavelmente teria me ajudado mais e teríamos discutido menos. Escrevi uma cartinha com tudo o que eu gostaria de ter dito ao meu marido quando meus filhos nasceram. Acredito que muitas mamães vão se identificar.   Amor… quando eu chegar da maternidade estarei com medo, mesmo que já tenha sido mãe antes. Por favor compreenda e me acalme quando eu pirar. Diga que vai dar tudo certo mesmo que você também esteja com medo. Prometo te fortalecer quando você estiver inseguro mas por favor me ajude agora. Eu vou chorar mesmo que eu esteja feliz. Meus hormônios estão bagunçados dentro de mim e tudo o que você pode fazer neste […]

Leia mais)

Sobre como é ter três bebês pequenos ao mesmo tempo

joana scheer Em September 16th, 2015

  Muita gente me pergunta como eu consigo lidar com três filhos pequenos ao mesmo tempo principalmente quando se trata de um na fase de ansiedade de separação, um “terrible two” e um “threenager” juntos! Vou falar um pouco sobre isso hoje. Não sei o que as pessoas imaginam, mas pela intensidade dos comentários que ouço penso que a maioria imagina uma guerra dentro de casa, o caos instalado. E é mais ou menos isso mesmo, mas é assim na maioria das casas com pelo menos um filho, então a diferença não é muita. Minha casa nunca está arrumada. Tem sempre algum brinquedo em todos os lugares da casa, principalmente atrás e debaixo dos sofás e poltronas. É difícil sair com todos ao mesmo tempo quando meu marido não está. É possível, mas difícil e todo um planejamento é necessário antes de sair, de preferência no dia anterior. O Gabriel que tem 2 anos está na fase de teimosia sem argumentos, então quando dá na telha faz birra e se joga no chão, o que pra mim na verdade não é um grande problema mas com um bebê de 6 meses no colo dificulta um pouco a vida. Com o de […]

Leia mais)

Relato dos meus partos e a violência obstétrica que sofri

joana scheer Em September 7th, 2015

  Como toda mãe eu tinha um sonho de como seria a gestação, o chá de bebê e o parto. Mas nem tudo é como a gente sonha. Hoje vou relatar cada um dos meus partos, e a violência obstétrica que sofri em dois deles. Aqui no blog tem um post sobre a violência obstétrica, leia aqui.   Mikael Hoje o Mika tem 3 aninhos. Fiquei saltitante quando descobri a gravidez, mas o papai deles ficou morrendo de medo. Nos mudamos pra outra cidade, mais próxima do hospital porque aonde morávamos na época era bem isolado. Sonhava com o par to natural, não queria nem anestesia. A gravidez correu perfeitamente e eu não senti nada, cansaço, sono, nada disso. Cheguei a pular um muro com 8 meses e meio de gravidez porque tinha perdido a chave de casa. Enfim, não éramos casados. No dia 03.03.12 nos casamos e no dia 04.03 quando acordei havia um liquido na cama. Não sabia se a bolsa tinha estourado ou não então corremos pro hospital pra saber. Se não tivesse estourado eu voltaria pra casa e esperaria. Chegamos lá e fomos bem atendidos. Um enfermeiro fez o toque e saiu. Depois de uma meia hora voltou […]

Leia mais)

Mika na Cozinha #1 – O melhor bolo de cenoura do MUNDO!

joana scheer Em August 21st, 2015

Sabe aquele bolo de cenoura clássico da vovó com a cobertura durinha e quebradiça de chocolate? Poucos doces são melhores do que esse na minha opinião. Aprenda como fazer essa delícia no nosso primeiro vídeo do #Mikanacozinha com meu príncipe de 3 aninhos, Mikael.   Ingredientes: BOLO 3 cenouras médias 1 xícara de óleo 2 xícaras de açúcar 4 ovos 2 xícaras de farinha de trigo 2 col (sopa) rasas de fermento COBERTURA 2 col (sopa) de manteiga 16 col (sopa) de açúcar 4 col (sopa) de nescau (fiz com outros achocolatados mas não ficou tão bom) 8 col (sopa) de leite   Modo de preparo… assista ao vídeo 😀   Algumas observações sobre o bolo… as cenouras precisam ser médias. Se forem muito grandes o bolo não cresce adequadamente. a cobertura fica PERFEITA com Nescau! Com os outros achocolatados ficou gostoso mas não chegou nem perto. a hora de misturar é a mais importante. Misturar o mínimo possível pra não desenvolver o glúten da farinha, mas o suficiente pra incorporar os ingredientes uns nos outros e não ficarem “nacos” de farinha no seu bolo. algumas pessoas falam pra dar umas “batidinhas” com a forma na mesa. Se você faz […]

Leia mais)